Para não errar, Tá na moda

Incrível coleção de jóias de moda de Barbara Berger

28 de janeiro de 2014

Maxi Joia desde sempre na MODA 

Já conversamos um pouco sobre o MAD, o Museum of Arts and Design e até citei a exposição ‘Fashion Jewelry’ , mas confesso, fiquei tão maravilhado com o que vi que ainda dentro do museu, resolvi que faria um post com destaque especial somente sobre esta exposição e…até porque eu ADORO MODA!
Para quem não leu o post anterior e não conhece, o Museu fica na Columbus Circle em Nova York, é um lugar super aconchegante que recebe o universo da arte e design englobando artesanato, arquitetura, moda e muito mais! Um lugar sensacional!

O ‘Fashion Jewelry’ é uma exposição que reúne o acervo poderoso de joias da colecionadora Barbara Berger. Filha de comerciante de diamantes, a milionária norte-americana passou a vida colecionando joias poderosas.

Aos 71 anos, ela tem um dos maiores acervos de brilhantes do mundo, na verdade uma impressionante variedade de design de moda de extremo bom gosto e bastante extravagante.

barbara-berger-03

São 450 peças de estilistas famosos desde 1920. Uma coleção com mais de 4.000 joias celebra habilidade e criatividade que abrange cinco décadas.

São peças que foram especialmente desenvolvidas para serem usadas com vestuários de alta costura, tendências e inspirações dos designers de moda que vão desde Chanel a Yves Saint Laurent, Dior, Dolce & Gabbana, Balenciaga, Miriam Haskell, Lanvin, Missoni, Oscar de la Renta e Pucci. A colecionadora fanática por joias, Barbara Berger comprou sua primeira joia aos 13 anos: um par de brincos Chanel em uma feira de antiguidades em Paris.

barbara-berger-01

Há mais de 20 anos, ela mora no México com o marido, Maurizio Berger, um dos maiores negociantes de joias da região.
As peças que vão de pulseiras, colares, broches, brincos é de tirar o fôlego, com seus modelos únicos e exclusivos com um design impressionante.

barbara-berger-02

Apesar da antiguidade, me impressionou com ainda são ‘super atuais’. O que mais me chamou a atenção entre as peças, foram os Maxi Colares, provando que a moda realmente é cíclica, vai e volta. Hoje, é uma tendência super atual, que dá um UP em qualquer look básico e é visto em peças como da famosa estilista Coco Chanel, , desde do início dos anos 20.

Untitled-1-02

Prova de que os Maxi Colares não apareceram recentemente, esse acessório vem dos primórdios da história da humanidade, onde os primeiros homo sapiens disputavam peles para se cobrir e dentes de suas presas, usadas em colares para impor respeito aos demais. No Antigo Egito, os egípcios comuns usavam brincos, braceletes e colares mais fininhos, já os nobres e faraós usavam o famoso (e requintado) peitoral uma espécie de colar que cobria às vezes a parte superior das costas, normalmente feito de pedras e metais preciosos. Cleópatra, que governou o Egito ao lado de seu pai, não tinha o menor problema em ostentar seus colares que mais pareciam golas. Quem não lembra de Audrey Hepburn, em Bonequinha de Luxo, de 1961, com um maxi colar que dava destaque ao seu pretinho básico?

Enfim, acho que a tendência veio para ficar, e o que acontece é que vai e volta a cada nova temporada do mundo da Moda. São modelos para todos os gostos e ocasiões, com variedade de valores e materiais, virou alvo de desejo de muitas mulheres, inclusive as brasileiras que são fãs de acessórios. O Maxi Colar pode estar presente em produções para o dia e para a noite, desde um happy hour até uma festa bacana.

A exposição fica até o final de janeiro, mas se você tiver interesse em conhecer as incríveis peças, você pode obter o livro Bijuterias: a coleção de Barbara Berguer. A minha dica é continuar investindo em MODA e na história da MODA….e principalmente nas diversas versões dos Maxi Colares!

Beijos HE

A exposição foi organizada por David McFadden , William e Mildred Lasdon curador no Museu de Artes e Design , em colaboração com jóias historiador Harrice Simons Miller, como curador convidado .

Suporte para Bijuterias : A coleção de Barbara Berger generosamente por Miriam Haskell, com apoio adicional da KLM Royal Dutch Airlines, a companhia aérea oficial da MAD .

You Might Also Like